franceCountryBanner

Estados Unidos

Região

Produtor

Caymus Vineyards

Para muitos, Caymus Vineyards é o melhor produtor da Califórnia. O Special Selection é um dos maiores vinhos do mundo. Ele foi eleito o "vinho favorito da década de 90" pela Wine Spectator. Trata-se de um vinho tinto de classe incomparável, com uma legião de admiradores mundo afora.


Os vinhos brancos do produtor estadunidense são excelentes. O Conundrum é um vinho único e enigmático, um maravilhoso corte de Chardonnay, Sauvignon Blanc, Sémillon, Viognier e Muscat. Já o Mer & Soleil é um vinho a base de Chardonnay fabuloso, o "Montrachet californiano" por sua vez, exprime imensa elegância e complexidade.
Além dos Special Selection, Caymus Vineyards elabora outro Cabernet Sauvignon de grande prestígio e reputação, o venerado Napa Valley. A técnica utilizada no cultivo/elaboração desses ícones do vinho norte-americano prevê que as uvas permaneçam por mais tempo na videira, apresentando maior flexibilidade, coloração e taninos mais acentuados, e originando, por fim, vinhos de textura aveludada com sabores e aromas que remetem à baunilha e chocolate.
Ambos os rótulos do produtor Caymus Vineyards podem ser degustados tanto jovens quanto após longo envelhecimento, proporcionando uma experiência singular, mérito do vinicultor Chuck Wagner.


Há ainda um terceiro vinho produzido pela Caymus Vineyards que utiliza a uva Zinfandel, cultivada em menor escala, que resulta em vinhos de grande reputação, comercializados na própria vinícola e exportados para poucos países selecionados: o vinho Napa Valley Zinfandel, um clássico vinho californiano, dotado de intenso aroma de amoras e figos, com notas de groselha e cerejas pretas. O casamento perfeito entre a acidez e os equilibrados sabores que remetem a frutas vermelhas. Um vinho tinto de coloração intensa e brilhante.


Em 1972 foram produzidas as primeiras caixas de vinhos elaborados com a uva Cabernet Sauvignon, um total de 240. Hoje, com a expansão do alcance e reputação da Caymus Vineyards, a produção é de 65 mil caixas.
A Caymus Vineyards detém cerca de 350 acres para cultivo na região de Napa Valley. O Nome Caymus vem da região conhecida antigamente como Rancho Caymus, área mexicana concedida em 1836 a George Yout, onde hoje está a cidade de Rutherford.

Produtor

Opus One

Opus One, o maior ícone do vinho californiano.

O Château Mouton Rothschild - Premier Grand Cru Classé de Bordeaux e um dos mais míticos nomes do mundo do vinho - descobriu o potencial de Napa Valley, na Califórnia e, ainda nos anos 1970, foi a primeiro grande nome do vinho francês a investir nos Estados Unidos. No final dos anos 1970 se alinhou ao tradicional produtor Robert Mondavi para formar o que seria a mais famosa e cultuada joint venture do mundo do vinho: a vinícola Opus One.

Segundo a Wine Spectator, "a Opus One foi na contramão do estilo agressivo dos Cabernets da Califórnia, procurando classe e finesse." As safras inaugurais - de 1979 e 1981 - lançadas simultaneamente, lançaram um novo patamar de preço para o vinho californiano. Alguns anos mais tarde, após inaugurar a mais moderna vinícola construída até então, foi o primeiro vinho estrangeiro a ser distribuído pelos negociantes de Bordeaux. Em uma parceria inédita, o Brasil é o primeiro país do mundo com um importador exclusivo para os vinhos de Opus One. A partir de 2020, a Mistral é a única importadora que pode trazer os icônicos vinhos para o Brasil! Eles são importados diretamente da vinícola, sempre em containers climatizados e sob os rigorosos cuidados da Opus One, garantindo que poderão mostrar toda sua qualidade quando servidos. 

Elaborado em um corte típico de Bordeaux, com uma grande proporção de Cabernet Sauvignon e pequenas parcelas de Merlot, Petit Verdot, Cabernet Franc e Malbec que variam conforme a safra, é um vinho produzido absolutamente sem concessões. O vinhedo - de cultivo biodinâmico desde 2004 - foi plantado em alta densidade e acompanhado por cientistas por anos para ser gradualmente convertido para um cultivo sem irrigação. Todos os funcionários da vinícola - até os das funções mais burocráticas - precisam cuidar de um pedacinho do vinhedo e participar da produção do vinho, para perceberem porque a qualidade do vinho é o mais importante. Para evitar vinhos bouchonné, todas as rolhas repousam em uma solução de álcool por 8 horas, são secas e hidratadas novamente e testadas. O perfeccionismo é tamanho que alguns dos cuidados não seriam possíveis em um vinho comum.

O Opus One é um vinho grandioso, que "tem gosto de luxo" para Jancis Robinson. "Um ícone criado por dois visionários" nas palavras de Robert Parker, que combina a potência e opulência conferida pelo terroir de Napa com a elegância dos melhores crus classé de Pauillac.

Produtor

Ridge Vineyards

“Há muito tempo uma das maiores referências do vinho californiano”, segundo Robert Parker, Ridge Vineyards é simplesmente um dos melhores produtores de todo o mundo para o crítico, que aponta seus vinhos como “candidatos aos vinhos mais longevos da Califórnia”.

Para a Wine Spectator, Ridge “desbravou o caminho para o surgimento dos ‘cult wines’ californianos”, “inspirando mais pessoas talvez do que qualquer outra vinícola no mundo”. Segundo Jancis Robinson, “Ridge é uma notável exceção às vinícolas californianas que produzem vinhos alcoólicos, doces e macios, que mais se parecem com chocolate do que com Cabernet Sauvignon”.

Sob a batuta do incansável enólogo Paul Draper — um dos mais importantes de todos os tempos na Califórnia — Ridge criou vinhos lendários, lançando na região, ainda nos anos 1960, o conceito de vinhos de terroir, elaborados com uvas de um único vinhedo. Segundo Robert Mondavi, “Paul Draper foi um dos visionários pioneiros que insistiu em elaborar vinhos de forma extremamente natural, muito antes dos recentes modismos”.

O grandioso Monte Bello, inspirado no Châteu Latour, “está entre os maiores e mais admirados vinhos de todo o mundo” segundo a Wine Spectator. Incrivelmente longevo, o tinto da safra de 1971 foi o grande vencedor isolado da segunda edição da famosa Prova de Paris, desbancando os melhores vinhos tintos de Bordeaux e da Califórnia, tanto na degustação realizada na Europa, com críticos europeus, quanto na realizada nos Estados Unidos.

Na prova original, em 1976, o mesmo vinho já havia assombrado o mundo, arrematando a segunda posição e ficando atrás apenas do Cabernet Sauvignon de Stag’s Leap Wine Cellar. Jancis Robinson recomenda “todas” as safras do “estonteante” tinto, enquanto Robert Parker classifica o tinto como “realmente excepcional”.

Elaborado com um corte de Cabernet Sauvignon e uma pequena parcela de Merlot e Petit Verdot, é rico, complexo e elegante, podendo evoluir por mais de 20 anos em garrafa. O grande perfeccionismo na seleção das uvas que são destinadas ao Monte Bello faz com que menos de 40% dos bagos sejam selecionados para o “grand vin”, originando um espetacular segundo vinho, o Santa Cruz Mountains Estate, chamado por Jancis Robinson de “uma verdadeira pechincha”, por sua alta qualidade. A safra de 2006 do tinto “longo, rico e encorpado”recebeu 91 pontos de Robert Parker.

O Geyserville e o Lytton Springs são elaborados com base na uva Zinfandel, mas com mais finesse e menor teor alcoólico do que a grande maioria dos vinhos elaborados com esta variedade, mostrando uma impressionante riqueza de nuances e aromas. A versão 2007 do Lytton Springs foi classificada com 92 pontos por Parker, enquanto o “elegante e classudo” Geyserville arrematou 91 pontos da Wine Spectator.

Entre os brancos, o “maravilhosamente perfumado” Chardonnay Monte Bello — um dos grandes vinhos californianos elaborados com esta casta — mereceu nada menos que 95 pontos da Wine Spectator na safra de 2006, enquanto o “Altamente Recomendado” Santa Cruz Mountains Estate Chardonnay recebeu a impressionante nota 93 da revista.

São todos vinhos realmente impressionantes, que somados a nomes como Caymus, Stag’s Leap Wine Cellar, Paul Hobbs, Spottswoode e Seghesio fazem da seleção de vinhos californianos da Mistral a melhor e a mais completa do Brasil.

Produtor

Morlet Family Vineyards

Morlet Family é o único produtor do mundo que já recebeu 100 pontos de Robert Parker para 3 varietais (Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Chardonnay) e um corte (Sémillon/ Sauvignon).  A minúscula produção dos “cult wines” de Morlet  é disputada entre os colecionadores norte americanos, que precisam fazer parte do “mailing list” da vinícola para ter direito a comprar a minúscula alocação de cada ano.   

O francês Luc Morlet, nas palavras de Robert Parker, “é um enólogo fantasticamente talentoso, que sabe incluir o savoir faire francês de complexidade, precisão e elegância aos intensos e concentrados vinhos da Califórnia”. Nascido em Champagne, Luc Morlet trabalhou em vinícolas de ponta na Borgonha, Bordeaux Sul da França antes se mudar para os Estados Unidos para se casar com sua mulher Jodie. Consultor de algumas das mais icônicas vinícolas da Califórnia como Peter Michael, Luc adquiriu com Jodie uma histórica vinícola em St. Helena, construída em 1888 e desativada desde a época da lei seca. Com um trabalho manual minuciosos e intensivo nos vinhedos, os Morlet tem acesso a algumas das uvas de melhor qualidade da Califórnia.

Usando os métodos de produção tradicionais da Borgonha e de Bordeaux, Morlet elabora vinhos ricos, complexos e exuberantes, que mostram grande finesse e elegância. O perfeccionismo para selecionar as uvas que irão originar cada vinho de Morlet beira o exagero. Só os cachos no ponto ótimo de maturidade e fisiologicamente perfeitos são colhidos em pequenas caixas e transportados até a cantina em carros refrigerados. Na cantina, os cacho passam por uma segunda seleção. Os cachos aprovados passam por uma minuciosa terceira seleção manual de bago a bago. A vinificação é sem intervenções, usando leveduras indígenas e a mesma “tecnologia” usada na França há centenas de anos. Para engarrafar os vinhos, são utilizadas garrafas francesas de produção limitada e as rolhas são italianas, produzidas artesanalmente na Sardenha.

Com parcelas de vinhas realmente especiais em Napa Valley e Sonoma Coast, Morlet é o único produtor do mundo que já recebeu 100 pontos de Robert Parker por um Chardonnay, um Cabernet Sauvignon, um Cabernet Franc e um Corte de Sémillon ao mesmo tempo.

- As melhores AVAs da Califórnia 

A Cabernet Sauvingon é cultivada em diversas pequenas parcelas, incluindo lotes no cultuado vinhedo To Kalon. O vinhedo em St. Helena, ao redor da sede da vinícola, dá origem ao cultudo Morlet Estate Cabernet Sauvignon, além do “Les Petits Morlet”, um soberbo segundo vinho. Em Knights Valley, na região de Sonoma, é colhida a Cabernet usada no “Mon Chevalier”, o vinho dedicado ao filho de Jodie e Luc Morlet, Paul. O Cabernet combina notas exuberantes de frutas negras com um destacado toque mineral dos solos vulcânicos onde as vinhas estão plantadas.

A Pinot Noir para o impressionante “En Famille” vem de um vinhedo em Fort Ross-Seaview, na região de Sonoma. A altitude elevada e a influência do Oceano  Pacífico dão origem a um Pinot muito intenso e complexo, que combina notas de cereja madura com especiarias e um toque terroso, sendo capaz de evoluir por muitos anos em adega.

Os brancos de Morlet feitos com a uva Chardonnay são verdadeiras especialidades, disputados pelos colecionadores dos Estados Unidos. Vinificados como os célebres brancos da Côte d’Or , os vinhos combinam a intensidade dos grandes Chardonnays da Califórnia com a classe dos melhores Grands Crus da  Borgonha. O excepcional “Ma Douce” é uma homenagem de Luc Morlet à sua mulher Jodie. O vinhedo está localizado em Sonoma, na segunda encosta antes do Oceano Pacífico e o vinho é elaborado com maturação com as borras e batonagens para garantir sua profundidade. É um vinho que deve ser bebido à temperatura de adega (13oC), servido em grandes taças para mostrar todas suas nuances.

Morlet ainda conta com 7 parcelas excepcionais na AVA Alexander Valley em Sonoma onde colhe as uvas Sémillon, Sauvignon Blanc, Muscadelle e Muscat Blanc à Petits Grains. É destas parcelas que sai o soberbo vinho inspirado nos grandes brancos de Bordeaux. O excepcional “La Proportion Dorée” já mereceu 100 pontos de Robert Parker na safra 2014 e 98 pontos na safra 2016. Ainda na região são colhidas as uvas para um surpreendente vinho de sobremesa que é capaz de evoluir por décadas na adega.

São todos vinhos raríssimos e excepcionais, difíceis de serem encontrados até mesmo na Califórnia. São uma expressão elegante do melhor estilo do vinho californiano. Realmente imperdíveis!

 

 

Produtor

Tablas Creek

Tablas Creek foi a primeira vinícola da Califórnia a elaborar vinhos com uvas típicas do Rhône, dando origem ao movimento chamado de “Rhône Rangers” nos Estados Unidos. Criada pela união de duas famílias apaixonadas por vinhos – os Haas da Vineyard Brands e os Perrin, proprietários do lendário Château de Beaucastel – Tablas Creek elabora vinhos empolgantes e fáceis de gostar, por um preço bastante atrativo pela qualidade que oferecem. O terroir de Paso Robles com solos ricos em calcário são ideais para as uvas típicas do Rhône e o vinhedo, de cultivo orgânico e biodinâmico, foi plantado com mudas das melhores vinhas do Château de Beaucastel. Os vinhos são surpreendentes, combinando o caráter terroso e as especiarias típicas do Rhône com as suculentas notas de frutas maduras que são a assinatura da Califórnia. 


Produtor

Meiomi

Meiomi, o maior sucesso da última década na Califórnia 

Com um sucesso meteórico, Meiomi em poucos anos se tornou sinônimo de vinhos suculentos, repletos de notas de frutas maduras e simplesmente irresistíveis. Tudo começou em 2006, com o surpreendente Pinot Noir criado por Joe Wagner - filho de Chuck Wagner da Caymus - um vinho sério, mas macio, redondo e repleto de notas de frutas, que conquistou imediatamente o público jovem que buscava vinhos complexos, mas deliciosos desde o primeiro gole. O sucesso foi tão grande que a Meiomi tornou-se uma vinícola independente e lançou uma linha completa de vinhos. Usando sempre uvas perfeitamente maduras, Meiomi elabora também um Cabernet Sauvignon cheio e sedoso, um rosado incrivelmente aromático e um Chardonnay no melhor estilo dos brancos da Califórnia - cremoso e cheio no palato. São vinhos surpreendentes e fáceis de gostar!

Produtor

Domaine Drouhin Oregon

Há mais de um século, a família Drouhin possui fortes vínculos com o mundo do vinho e com as uvas da Borgonha. Mas foi em Oregon, nos EUA, que construíram sua propriedade, figurando hoje entre as mais reputadas e entre os melhores produtores do mundo todo.

Seus fantásticos vinhos já foram considerados pela revista Gault Millau como os melhores Pinot Noir produzidos fora da Borgonha. Em uma degustação organizada por esta publicação, bateu inclusive alguns famosos vinhos da Côte d’Or. Hugh Johnson, considerado muitas vezes como o melhor produtor do Oregon. O Chardonnay 1997 foi escolhido o "Best New World White" pela revista Decanter de maio de 2000.

Os Drouhin criam, em Dundee Hills, elegantes vinhos Pinot Noir e Chardonnay com a mesma tradição dos exemplares criados na França. Há mais de 25 anos trouxeram toda a sua experiência e paixão pelos vinhos da Borgonha para o Novo Mundo, obtendo ótimos resultados.

A vinícola do Oregon foi criada no final dos anos de 1980, mas as raízes vitiviníferas da família estão bem fixadas na França há mais de um século, quando Joseph Drouhin mudou-se de Chablis para Beaune e fundou a Maison Joseph Drouhin, em 1880. Anos depois, seu filho Maurice assumiu os negócios e dedicou sua vida à elaboração de vinhos finos.

Foi em 1961 que Robert, da terceira geração de vinicultores da família Drouhin, “descobriu” o Oregon em uma viagem turística. Depois, se encantou também com os vinhos da região em 1979 e 1980, durante as provas cegas que aconteceram em Paris e Borgonha, colocando Oregon no mapa mundial dos vinhos de qualidade. Foi então que Robert percebeu que tais exemplares possuíam tanto potencial quanto os vinhos da Califórnia.

Já em 1986, a filha de Robert, Véronique – recém-formada em enologia, na época - foi a Oregon colocar em prática seus conhecimentos. Trabalhou nas safras de três diferentes famílias: Lett (Eyrie Vineyard), Casteel (Bethel Heights) e Adelsheim (Adelsheim Vinhedos). Desde então, a ligação da família Drouhin com Oregon foi ficado cada vez mais forte.

No ano seguinte, Robert decidiu comprar terras, onde hoje estão seus vinhedos em Dundee Hills, e iniciar o cultivo de uvas. Seus filhos Véronique e Philippe Drouhin tomaram a frente dos negócios e em 1988 lançaram sua primeira safra com uvas provenientes de outras propriedades. Um ano depois, construíram a adega de quatro andares que é ícone da capacidade de combinar o tradicional com o novo.

Produtor

Paul Hobbs Winery

Produtor

Outros Produtos

Produtor

Outros Produtos (mercado Inter

Produtor

Hedges

O casamento da francesa Anne-Marie Liégeois com o americano Tom Hedges deu origem a uma das mais emblemáticas vinícolas de Red Mountain, que por sua vez é uma das menores AVAs (denominações de origem – American Viticultural Area) dos Estados Unidos, a prestigiosa Hedges.

A família Hedges simboliza a paixão pela autenticidade e pela profunda ligação à terra que eles chamam de casa, exprimindo o conceito de propriedade vinícola moderna. Trata-se de uma rica mistura cultural e a paixão por elaborar vinhos que convergem o terroir de Red Mountain, unindo as tradições do passado e evoluindo constantemente para as próximas gerações.

Red Mountain possui uma história vinícola que começou há mais de 18 anos atrás, quando o clima severo chegou as encostas orientais de Washington. Os solos férteis da região, provenientes do recuo das enchentes glaciais, preparou Red Mountain para o cultivo de inúmeras variedades com personalidades complexas.

Utilizando agricultura sustentável, Hedges elabora vinhos de grande finesse e sutileza, em um estilo bastante elegante, que reflete as características deste excelente terroir — formado por solos sedimentares e com um clima quase desértico. Os vinhedos são cultivados em áreas que atingem temperaturas próximas de 40ºC no verão e abaixo de zero no inverno. É um terroir extremo, que dá origem a vinhos com taninos firmes e ótima acidez.

Defensor apaixonado do terroir da região de Red Mountain, Tom Hedges, mesmo recebendo altas notas da imprensa especializada, declarou guerra ao sistema de avaliação de vinhos por pontos, criando o movimento Score Revolution, que conta com algumas centenas de seguidores. O movimento prega que os críticos não devem usar qualificações numéricas para descrever os vinhos.

De qualquer forma, com ou sem números, você agora tem a oportunidade de provar estes belos e elegantes vinhos Hedges na Mistral. São vinhos que estão entre o melhor que o estado de Washington e os Estados Unidos podem produzir, conquistando diversos críticos, especialistas e amantes do mundo do vinho ao redor do globo. 

Produtor

Mendocino

Mendocino é uma AVA (denominação de origem ou “American Viticultural Area”) da região da Califórnia famosa por originar alguns dos melhores “Best Buys” dos Estados Unidos.

Mendoncino Wine Co é uma empresa formada por três amigos que acreditaram no potencial da região para produzir vinhos de ótima qualidade, cultivando suas vinhas por meio da agricultura orgânica e sustentável. Dentre os grandes achados da Mendoncino Wine Co, Parducci é fonte segura de algumas das maiores pechinchas do Novo Mundo.

A Wine Enthusiast, que frequentemente coloca os vinhos tintos e brancos de Parducci em sua restrita lista de “Best Buys”, aponta o produtor como “uma fonte segura de boas pechinchas, todas elaboradas utilizando agricultura sustentável — simplesmente deliciosas”.

São todos vinhos macios e cheios de fruta, em um estilo de grande apelo e fácil de gostar. Graças a seu terroir mais fresco, o moderno e exuberante Zig Zag Zinfandel não é tão alcoólico como alguns vinhos elaborados com esta casta, tendo merecido o título de “Melhor Zinfandel do Ano” e “Melhor Compra” de acordo com a revista Wine & Spirits.

O Zinfandel Parducci é incrivelmente convidativo, com notas exuberantes de frutas maduras e com delicioso frescor, o que o torna bastante palatável e gastronômico. O vinho permanece em processo de maturação por 20 meses em barricas de carvalho (em geral são utilizadas barricas em segundo uso). Ótimo para harmonização com massas, pizza e hambúrguer.

Já o Chaedonnay Parducci, um dos incríveis brancos produzidos em Mendocino, tem como princípio fazer com que apenas 40% do vinho passe por barricas de carvalho para que ele mostre todo seu potencial nas notas de frutas brancas típicas da Chardonnay.

A linha Paul Dolan é elaborada com uvas de cultivo biodinâmico, mostrando grande profundidade e muito frescor. São todas ótimas descobertas para quem gosta de vinhos norte-americanos!

messageWhite
Nossas Lojas Representantes por estado Atendimento
messageWhite
Nossas Lojas Representantes por estado Atendimento

POR TELEFONE

De segunda a sexta-feira das 9h às 18h
Sábados das 9h às 13h - exceto feriados

Está com alguma dúvida ou problema? (11) 3130-4646

Deseja comprar por telefone? (11) 3174-1000

POR E-MAIL info@mistral.com.br

Reprentantes por estado

SÃO PAULO

Mistral Bela Vista
  • Rua Rocha 288 - Bela Vista - São Paulo (Estacionamento grátis conveniado nos números 299 ou 302)
  • Tel: (11) 3174-1000
  • Horário De Funcionamento: Segunda à sexta - 10h - 19h Atendimento por telefone: até 20h
  • Sábados: 10h - 14h
Shopping Iguatemi, Piso 1
  • Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2232 - Jardim Paulistano - São Paulo
  • Tel: (11) 3037-7001
  • Horário De Funcionamento: Segunda a sábado - 10h - 21h Atendimento por telefone: até 20h
  • Domingos e feriados: 14h - 20h

RIO DE JANEIRO

MISTRAL RIO DE JANEIRO

BELO HORIZONTE

MISTRAL BELO HORIZONTE
  • Rua Claudio Manoel, 723 - Savassi - Belo Horizonte (Estacionamento no local)
  • Tel: (31) 3115-2100
  • Horário De Funcionamento: Segunda a sábado - 10h - 19h
  • Sádos: 10h - 14h

BRASÍLIA

MISTRAL BELO HORIZONTE
  • SHIS/ Sul QI 09 bloco J Lojas 03 e 04 - Brasília
  • Tel: (61) 3701-1000
  • Horário De Funcionamento: Segunda a sábado - 10h - 19h
  • Sádos: 10h - 14h

GOIÂNIA

MISTRAL GOIÂNIA
  • Parceria Casa Baru - Avenida República do Líbano, 2519 - Quadra 8, Lote 04/06 - Setor Oeste - Goiânia - GO (Estacionamento no Local)
  • Tel: (62) 3638-0400
  • Horário De Funcionamento: Terça a sábado - 9h - 21h
  • Domingos: 9h - 16h

Representantes em São Paulo

Ribeirão Preto

Paulo Francisco Bolonha

(16) 3402-2294

(16) 99156-8142

Bauru
Bragança Paulista e Regiões

Isabela Barreto

(19) 99214-5440

Campinas
Piracicaba
Litoral Norte e Vale do Paraíba

Flávio Queiroz

(12) 98142-8181

Litoral Sul e Grande ABC

José W. Weisshaupt Bibar

(11) 99628-0151

Catálogo Mistral

Bem-vindo(a)!

Você precisa ter mais de 18 anos de idade para acessar este site.

Você tem mais de 18 anos?

Sim Não

Ao acessar este site, você concorda com nossos Termos de uso. Beba com moderação. Não compartilhe com menores de 18 anos.

Catálogo Mistral

Bem-vindo(a)!

Desculpe, mas você precisa
ser maior de 18 anos para
acessar este site.

Ao acessar este site, você concorda com nossos Termos de uso. Beba com moderação. Não compartilhe com menores de 18 anos.